SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE AIKIDO TERRY ENZRA - 7° DAN AIKIKAI

São Paulo - 20 e 21 de novembro de 2010

Terry Ezra Shihan representa a Associação de Aikido Komyokan e ensina em Wirral, Merseyside.

Quando jovem, para nutrir sua obsessão pelo Aikido, Terry Ezra vendeu seus bens para poder viajar pelo país em busca de conhecimento.

Graças a essa dedicação precoce à sua arte marcial, lhe foi atribuído o título do Shihan, que significa 'Mestre', pela Central do Aikido no Japão. Shihan é o nível mais alto de ensino que é possível alcançar no Aikido e Ezra diz que se sente privilegiado por lhe ter sido atribuído tal título.

Mas apesar desta honra, falando com os pés no chão, Ezra comenta como vê sua formação no Aikido: "considero sempre a minha própria formação do ponto de vista de que ainda não a conclui; estou sempre tentando melhorar minha técnica. Assim, o treinamento diário faz com que eu busque continuadamente atingir o inatingível; me aproximar de algum nível de perfeição em meu Aikido."

Sua trajetória começou em 1963, quando Ezra, então com 18 anos de idade, foi convidado por um amigo para conhecer o dojo de Aikido onde ele treinava. Assistiu a uma aula e se interessou o suficiente para experimentar. Atualmente portanto o 7º Dan e 46 anos de prática, ele considera o aikido mais do que apenas interessante. "Nos níveis mais elevados do treinamento de Aikido você não precisa de força; Aikido é uma forma de tomar a força e a energia do atacante e redirecioná-las," afirma Ezra.

Chiba Sensei introduziu Ezra à essência de sua arte durante os primeiros 11 anos de sua relação com o Aikido. Este talentoso homem foi “uchi-deshi” direto, ou estudante residente, do fundador do aikido, Morihei Ueshiba . "Me senti muito privilegiado em aprender com Chiba Sensei," diz Ezra. "Eu viajava pelo país nos finais de semana para os cursos que ele ministrava pelo Reino Unido. Vendi muitos dos meus bens de modo a poder continuar a acompanhá-lo."

Chiba Sensei foi a pessoa mais influente na carreira de Ezra. Ele recorda: "Chiba Sensei tinha o mais incrível espírito; não havia nada que o fizesse parar. Ele apenas olhava para você e estava tudo acabado.”

Outra inspiração na carreira de Ezra dentro do Aikido foi Yamaguchi Sensei, da Sede Mundial do Aikido no Japão. "Ele tinha um estilo único," diz Ezra. "Era incrivelmente suave, mas incrivelmente poderoso e quando praticava com ele, sentia que era aquilo que buscava para mim.”

Na década de 70, Ezra reuniu-se com um monge chamado Hogen, responsável pelo Templo de Shizuoka, no Japão, e que era um bom amigo de Chiba Sensei. Quando Ezra finalmente estava habilitado para abrir seu próprio dojo, começou a ensinar não só Aikido, mas os mantras Zen que Hogen havia lhe ensinado. "Via todos os dias como um lampejo de luz iluminando minha vida de ensino," Ele explica. "A cada dia que sou capaz de fazer o que eu faço, mesmo não havendo retorno financeiro e eu esteja vivendo como um monge a maior parte do tempo, considero cada dia como um dia especial."

A atmosfera do dojo de aikido Komyokan é austera, mantendo a tradição do sistema hierárquico japonês. Mas esse código de conduta é tudo, menos restritivo, Ezra explica: "estar em consonância com o código enseja uma liberdade adequada, portanto entre eu e meus alunos há o verdadeiro respeito."

Ezra diz que é difícil dizer exatamente o que mais lhe atrai ao ensinar. "Gosto de ser capaz de praticar o Aikido, pura e simplesmente. Eu gosto especialmente quando pessoas que parecem bastante inadequadas lentamente e seguramente ganham coordenação e tornam-se muito mais competentes como seres humanos. Tenho um profundo interesse no desenvolvimento dos meus alunos. Gosto de vê-los crescer."

O ensino em outros países é um aspecto do Aikido que Ezra Shihan pode usufruir. Em Outubro, lecionou na Costa Rica, América do Sul. Este mês ele viaja à Índia e à Holanda para instruir, e, a seguir, ministra um curso em seu próprio dojo no Reino Unido em 11 e 12 de Novembro, no qual todos são benvindos a assistir.

Ezra adiciona algumas palavras de sabedoria que aprendeu como um instrutor de Aikido: "você não deve se acomodar nos louros quando ensina. Se está constantemente treinando e tentando aperfeiçoar sua técnica, dia após dia, você estará mais capacitado para ensinar seus alunos."

Ele acrescenta: "ao ensinar, é importante levar muito a sério o que você está fazendo, mas não tornar-se demasiadamente sério; você deve manter o senso de humor".