DISPONIBILIDADE E COMPROMETIMENTO

exame de shodan

Estamos às vésperas do exame de Faixa Preta – Shodan - do Juliano, exame este considerado um marco na vida de qualquer praticante de artes marciais, visto que a partir desse instante o aluno começa a enxergar com mais clareza o caminho que trilhará.  E pensei em escrever algumas linhas justamente antes do exame, para dizer a todos que pensam em praticar o Aikido, o quanto é necessário o comprometimento para se chegar nesse momento, quantas gotas de suor, quantas horas de dedicação e sacrifícios, leituras e seminários.

Diariamente, seja durante as aulas no nosso Dojo, seja pelo nosso site, ou até mesmo por telefone recebemos pessoas interessadas em iniciar a prática do Aikido, fato que me deixa muito feliz, pois isso reflete o resultado de um trabalho honesto que se iniciou a cerca de dez anos, quando começamos a oferecer o pouco que havíamos aprendido para um grupo de alunos, entre eles o Juliano. E é exatamente para estas pessoas, os que se propõem a iniciar os treinos e aqueles que já estão dando os primeiros passos nessa maravilhosa arte que escrevo estas linhas, para alertá-los da necessidade de dois pressupostos básicos, que são a DISPONIBILIDADE e o COMPROMETIMENTO.

Nada adianta você ter muita vontade de praticar e não estar disponível, por questões financeiras, já que existe um investimento, seja por questões de ordem física, já que é necessário que se possua um mínimo de condicionamento ou até mesmo por questão de horários, pois não podemos estar em dois lugares ao mesmo tempo. Repare que não citei fatores como idade, sexo ou condição social, já que o “AIKIDO é para todos”, palavras ditas pelo próprio Fundador da Arte, Morihei Ueshiba.

Quando então você consegue resolver as questões acima, ou seja: paga a academia, compra o seu Dogui (uniforme de treino), adapta seus horários, e inicia seus treinos. Aí vem o segundo pressuposto, o mais difícil, que é o Comprometimento. Para se desenvolver em qualquer atividade, necessitamos estar comprometidos, envolvidos, com você e com as pessoas ao seu redor, professores, demais alunos, o grupo (no nosso caso o Instituto Takemussu) e isso quer dizer participar dos Seminários, principalmente os organizados pelo Instituto Takemussu, visitar os outros Dojos do Instituto, quando convidados pelos seus líderes, ter interesse na literatura sobre o AIKIDO e assim vai...

Muitas pessoas não compreendem isso, acreditam que o fato de “pagarem a academia” e participarem de duas ou três aulas por semana é o suficiente para alcançar o nível de faixa preta em AIKIDO, que e a arte em questão. Frustram-se ao perceberem que não é essa a realidade, ou seja, não vendemos faixas no Instituto Takemussu. Esta deve ser conquistada, não pela faixa em si, mas por tudo que ela representa.

Para estas pessoas digo que “pagar a academia” é apenas uma obrigação, dentre muitas outras que se deve ao Dojo (local do treino) e a seus professores. Sei que estas palavras podem parecer fortes demais, mas é apenas um alerta para que se evitem frustrações futuras, o que definitivamente não é o objetivo das pessoas responsáveis pelo ensinamento do AIKIDO.

Não tenham ilusões, para se vivenciar e compartilhar esta maravilhosa arte marcial e tudo de bom que ela nos oferece, necessitamos de COMPROMETIMENTO e DISPONIBILIDADE.

Por isso Juliano, para mim você já é um vencedor, pois a todo instante demonstrou COMPROMISSO e DISPONIBILIDADE.

Fotos exame faixa-preta Juliano

juliano01
juliano02
juliano03
1/3 
start stop bwd fwd

 

Agosto/2007
Paulo Augusto Cirto Martins - 3 DAN do Aikikai
Instituto Takemussu - Seigan Dojo/ Niterói